• Agência Lume

Dia 6 de setembro: Dia da comunidade de Rio das Pedras


Foto: Neto Paiva.

Desde de 2005 a data está presente no calendário oficial do município.

 

Hoje é o dia 6 de setembro, mas o que poucos sabem é que nesse dia é comemorado oficialmente o Dia da Comunidade de Rio das Pedras. A data foi definida em 2005, e desde então está no calendário oficial do município.


E a Agência Lume, que iniciou sua jornada em Rio das Pedras, e que tem sua equipe composta por moradores da comunidade, não poderia deixar um dia como esse passar em branco. Hoje é dia não só de dizer "Rio das Pedras tem um dia", mas também de refletir como nossas vidas, e as vidas de nossas famílias estão intimamente ligadas a essa comunidade. É dia de dizer "sim, eu moro (morei) em Rio das Pedras. Sim, eu amo esse lugar".


Quantas vezes vemos nossa comunidade na mídia? Quantas vezes vemos moradores de outros lugares acharem que conhecem e sabem o que é viver em Rio das Pedras? Tem gente que vai dizer que somos loucos, mas nós somos apaixonados.


A verdade é que o RP tá com muita gente desde a infância. Outros escolheram esse lugar para dar um novo caminho a sua vida. Seja como for, temos laços eternos aqui. São os amigos da escola. São os amigos da igreja, da rua, do bar. É o filho do fulano. É o primo de alguém.


Diz a lenda que todo jovem que nasceu em Rio das Pedras nos anos 1990 e estudou no Caic se conhece. Precisariam estudos para entender melhor essa relação de laços tão fortes. E a galera dos anos 1980? hoje já não é mais jovem, mas pulou muito carnaval no antigo bloco da comunidade. Como devem estar agora? Espero que estejam seguindo firmes (cuidado, vocês são grupo de risco).


Continua após a publicidade:



Tem gente que diz que é do tempo em que sabia de cor quem era quem, e só de olhar podia dizer se morava na Rua Velha, no Pinheiro, no Areal ou na Areinha. Tem gente que é do tempo em que nem tinha Pinheiro, Areal e Areinha. Tem gente do tempo em que essa comunidade era só mato! Tem gente que estudou na Adalgisa de madeira!


Muita gente frequentou o baile no Ciep, e também frequentou a missa no Ciep (porque uma coisa não anulava a outra). Tem gente que vivia no Castelo, e muita história de amor começou no Top Dace. Tem gente que chega de Itapemirim e vai embora de avião.


Tem a galera que deu o nome para as ruas da região. Tem a galera que chegou a pouco tempo e tem um sotaque diferente, mas que já se enturmou e entendeu que aqui é lugar de gente. Hoje é dia dizer "Eu amo Rio das Pedras", mesmo sabendo que esse lugar tem tudo para ser uma potência, mas vive pulando dilemas sociais.


Nunca deixe ninguém falar mal do lugar onde você mora sem nunca ter conhecido. Nunca deixe te julgarem. Ninguém conhece a sua história. Ninguém sabe o que você venceu para estar aqui. Ninguém entende seus sonhos.


E além de tudo, ninguém vai saber o que é conhecer todos os forrós do momento antes de tocar na grande mídia. Para ser sucesso na cidade, primeiro tem que tocar em Rio das Pedras. E digo o mesmo para você morador, se você sabe viver em Rio das Pedras, você vai ser sucesso em qualquer lugar.


Esse editorial é uma homenagem a todos o moradores e ex-moradores de Rio das Pedras. As pessoas honestas e trabalhadoras que ajudaram a construir essa comunidade. A Lume também é muito Rio das Pedras e espera que hoje seja um dia iluminado.

 








Conteúdo Publicitário