• Lucas Pereira

Vacinação por idade no Rio volta semana que vem


Foto: Ricardo Cassiano/Prefeitura do Rio

Secretário de Saúde, Daniel Soranz, pede que a população se vacine à tarde

 

Depois de concluir a vacinação dos grupos prioritários amanhã (29/05), a Prefeitura do Rio começa na próxima segunda-feira (31/05) a imunização para o público em geral, seguindo o escalonamento etário. A vacinação começa com pessoas de 59 e vai reduzindo a faixa etária dia após dia. A previsão é que todos os adultos recebam a vacina em cinco meses e até 23 de outubro, ao menos 90% de pessoas com mais de 18 anos recebam a imunizante, o que significa 4,7 milhões de habitantes, mais de 75% da população da cidade.

 

Continua depois da publicidade



A Prefeitura divulgou o calendário completo em coronavirus.rio/vacina, mas vale ressaltar que para seguir a vacinação nos dias agendados o município depende do cronograma de entregas que serão feitas pelo Ministério da Saúde.


Segundo a Prefeitura, o Rio superou a marca de dois milhões de primeiras doses aplicadas, superando antecipadamente a meta de 40% da população alvo tomarem, pelo menos, a primeira dose no período de janeiro até o fim de maio. Assim, foram contemplados 20 principais grupos indicados pelo Plano de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19. Nesses grupos, fizeram parte:


  • Idosos (institucionalizados ou não

  • Pessoas com comorbidades (conforme lista do PNI)

  • Trabalhadores da Saúde

  • Pessoas com deficiência (institucionalizadas ou não)

  • População indígena e quilombola

  • População em situação de rua

  • População privada de liberdade

  • Funcionários do sistema de privação de liberdade

  • Trabalhadores da Educação


Mais de 2.088.809 pessoas receberam a primeira dose (D1), o equivalente a 31% da população carioca. Destes, 946.290 completaram o esquema vacinal com a segunda dose (D2). Os idosos residentes do município, um dos primeiros grupos prioritários convocados à campanha de vacinação já alcançaram 97,7% da cobertura da D1. Os dados foram atualizados ontem (27/05) pela Prefeitura.


Quem já recebeu a D1 deve ficar atento para completar o ciclo vacinal e receber a D2, pois somente assim é possível garantir a eficácia da imunização. A data para a D2 está escrita a lápis no comprovante de vacinação. Aqueles que não tomaram a D2 na data prescrita devem comparecer o mais rápido possível ao posto que recebeu a D1. A Secretaria Municipal de Saúde sugere que a população compareça à tarde aos mais de 270 postos da prefeitura espalhados pela cidade:


"Se está na sua vez, vá se vacinar. Não espere a repescagem. Reforçamos a recomendação para as pessoas se vacinarem no período da tarde, porque pela manhã os postos sempre estão mais cheios. É muito importante que a população contribua, indo pela manhã somente se for estritamente necessário" – ressalta Daniel Soranz, secretário municipal de Saúde.

Prefeitura prorroga medidas de proteção

Segundo o 21º Boletim Epidemiológico desta sexta-feira (28/05), todas as 33 regiões administrativas do município continuam na classificação de alto risco para a transmissão de Covid-19, levando em conta internações e óbitos, pela terceira semana seguida. Atendimentos de síndrome gripal e respiratória aguda grave (SRAG) e óbitos continuam em tendência de queda e o número de casos se mantém no pico.


Desde o início da pandemia, o município apresenta 320.393 casos de Covid-19, com 26.185 mortes. Só em 2011, são 116.395 casos e 7.637 óbitos. A taxa de letalidade desta ano é de 6,6%, e a de mortalidade, 114,6 para cada 100 mil habitantes. A incidência da doença é de 1,747,3 a cada 100 mil.


Em novo decreto publicado nesta sexta-feira (28/05), a Prefeitura prorroga as medidas de proteção à vida vigentes até 14 de junho. O objetivo é permanecer com algumas restrições sociais para dar continuidade ao enfrentamento da pandemia. O decreto nº 48.912, de 27 de maio de 2021, determina que:


Estão proibidos:

  • Entrada de veículos de fretamento no município, exceto aqueles com serviços regulares para funcionamento de empresas ou para hotéis, mediante comprovante de reserva de hospedagem

  • Funcionamento de boates, danceterias e salões de dança

  • Festas com vendas de ingressos

  • Formação de filas de espera em estabelecimentos comercias e culturais

Condições de funcionamento para bares, restaurantes e quiosques:

  • Consumo permitido apenas para clientes sentados

  • Distanciamento mínimo de 1,5 metro entre conjuntos de mesas e cadeiras

  • Grupos de 8 pessoas por mesa

  • Rodas de samba liberadas

  • Música ao vivo sem restrições de horário

Atividades físicas:

  • Aulas em grupos, com ocupação limitada a um indivíduo a cada 4m²

Casas de espetáculos e atividades de lazer:

  • Estão liberados shopping centers, centros comerciais e galerias de lojas, museus, bibliotecas, cinemas, teatros, casas de festas, salões de jogos, circos, recreações infantis, parques de diversões temáticos e aquáticos, pistas de patinação, entretenimento, visitações turísticas, aquários, jardim zoológico, apresentações, exposições, drive-in e congressos.

  • O público deverá manter o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os participantes

  • A capacidade de lotação máxima somente com público sentado é de 40% em locais fechados e 60% em locais abertos

A fiscalização das medidas do decreto é da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), Guarda Municipal e Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Vigilância de Zoonoses e de Inspeção Agropecuária (Ivisa-Rio) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

 



Conteúdo Publicitário