top of page
  • Foto do escritorPhilippe Vaccihi

Prefeitura divulga campanha para estimular adoção de animais especiais


Na imagem, podemos ver um cão de cor branca com a pata dianteira amputada
Foto: Divulgação Prefeitura do Rio

Atualmente são três gatos e três cachorros à espera de um lar. Veja:

 

O Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Vigilância de Zoonoses e Inspeção Agropecuária (IVISA-Rio) está fazendo uma campanha pelas redes sociais para incentivar a adoção de animais com condições especiais.

 
 

Atualmente são três cães e três gatos nas unidades veterinárias do IVISA-Rio, em Santa Cruz e na Mangueira, à espera de adoção. Esses animais foram tratados após sofrerem acidentes ou doenças graves e acabaram ficando com sequelas.


Entre os gatos, há o cinzento Guerreiro, que foi curado da esporotricose, mas ficou com uma deformidade no nariz, a Kelly que é cega do olho direito, e o Lucky, um peludo preto e branco, que sofreu uma otite severa e ficou com problemas neurológicos que atrapalham sua mobilidade.


Já entre os cachorros, existe a Pérola, que não tem uma pata traseira, e outros dois, já idosos, que sofreram amputação de uma das pernas. Lulu perdeu uma traseira e Foquinha, uma dianteira.


Para adotar, é preciso ter mais de 18 anos e apresentar um documento de identificação com foto e comprovante de residência. Os animais são castrados, vermifugados, vacinados e microchipados com Registro Geral de Animais e, apesar das sequelas ou condições relacionadas à idade avançada, estão saudáveis e prontos para dar e receber muito amor.


É fundamental que os interessados tenham consciência das responsabilidades assumidas ao decidirem levar um bichinho para casa, seja ele portador de condições especiais ou não.


Além dos animais especiais, as unidades de atendimento veterinário do IVISA-Rio têm diversos cães e gatos à espera de um lar.


O processo de adoção pode ser feito de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, no Centro de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman, localizado na Avenida Bartolomeu de Gusmão, 1.120 – Mangueira; ou no Hospital Veterinário do Centro de Controle de Zoonoses Paulo Dacorso Filho, Largo do Bodegão, 150 - Santa Cruz.


Comentários


Conteúdo Publicitário

bottom of page