• Fernanda Calé

Moradores da Areinha acionam bombeiros após ouvirem estalos em prédio



Chamado ocorreu na noite de ontem, Defesa Civil já esteve no local.

 

Na noite de ontem (04/11), por volta das 22h40, moradores da comunidade de Rio das Pedras acionaram os bombeiros para avaliar 3 prédios na Rua das Amoras. Segundo o corpo de bombeiros, moradores afirmaram que teriam ouvido e visto paredes estalando e com rachaduras.

 

Continua depois da publicidade


 

Ainda na noite de ontem os prédios na altura do número 40 foram isolados, e os moradores precisaram deixar suas residências para evitar qualquer risco. O Corpo de Bombeiros informou que a Defesa Civil Municipal foi acionada para avaliar a situação.


Ninguém ficou ferido e as equipes da Defesa Civil que estiveram no local informaram que foram acionadas na noite de ontem para vistoria em um prédio de quatro pavimentos localizado na Rua das Amoras, na localidade da Areinha, na Comunidade do Rio das Pedras.


O prédio do nº 40 foi evacuado pelo Corpo de Bombeiros devido a rachaduras nos azulejos do banheiro de um dos apartamentos. Os técnicos da Defesa Civil vistoriaram o prédio de nº 40 e também o de nº 30, que fica ao lado, e também possui quatro pavimentos.


Não foram constatados riscos de desabamento e os apartamentos foram liberados. Os moradores foram orientados sobre a necessidade da realização de obras de recuperação e conservação no imóvel sob a responsabilidade técnica de profissional habilitado.


Na manhã desta sexta-feira, pessoas que vivem no local informaram a equipe da Agência Lume que os moradores já haviam retornaram as suas casas.


Veja imagens do local:

 

Continua depois da publicidade


 


Após o recente desabamento em Rio das Pedras, muitos moradores tem acionado as autoridades pedindo avaliações em suas residências. Após a ampla discussão do tema quem mora no local está mais atento aos sinais de risco e por isso prefere não arriscar que o pior aconteça.


Em Rio das Pedras, moradores tem preferido chamar as autoridades a qualquer sinal de possível risco. Por isso o número de acionamentos tem aumentado na região, mesmo que não passem pequenos sustos, e é comum ver técnicos da defesa civil avaliando edificações no local.

 







Conteúdo Publicitário