• Rita Valente

PMs começarão a usar câmeras portáteis nos uniformes no próximo mês


Foto: Divulgação Governo do Rio de Janeiro.

A partir de 16 de maio policiais militares de dez batalhões começam a usar câmeras corporais, conforme anunciou o Governo do Estado, ontem (27).

 


 

De acordo com a Lei nº 5.588 aprovada pela Alerj em 2009 que obriga o uso de câmeras em carros da policia, que na prática não estava em execução, foi sancionada pelo governador Claudio Castro em junho de 2021, será implantada nos uniformes dos policiais.


O Governador explicou que pretende fiscalizar a atuação dos agentes e assim, garantir a transparência exigida pela sociedade, ao mesmo tempo em que proporcionará maior segurança jurídica em ações de patrulhamento e abordagem.


O teste para a implantação da nova tecnologia foi iniciado nos festejos do Réveillon de 2021/22, durante a atuação dos agentes na Operação Lei Seca, sob a coordenação da Secretaria de Governo.

A SEPM já definiu a implantação das câmeras nos uniformes dos policiais, de forma escalonada, conforme cronograma abaixo:


Até a segunda quinzena de maio:

- 1º CPA - Comando de Policiamento de Área

- 2º BPM – Botafogo

- 3º BPM – Méier

- 4º BPM - São Cristóvão

- 5º BPM – Praça da Harmonia

- 6º BPM – Tijuca

- 16º BPM – Olaria

- 17º BPM – Ilha do Governador

- 19º BPM – Copacabana

- 22º BPM – Maré

- 23º BPM – Leblon

Até Final de maio:

- 7º CPA – policiais que atuam na Região Serrana do estado

- 11º BPM – Nova Friburgo

- 26º BPM – Petrópolis

- 30º BPM – Teresópolis

- 38º BPM – Três Rios


Do Final de maio ao final de Junho:

- 6º CPA – atua nas regiões Norte e Nordeste do estado

- 2º CPA – atua em parte das regiões da Zona Norte e Zona Oeste da capital

- 4º CPA – responsável pelo Leste Fluminense

- 3º CPA – responsável pela Baixada Fluminense


O secretário de Estado de Polícia Militar - Cel. Luiz Henrique Marinho Pires explicou que o processo de implantação do novo equipamento tem seguido as normas técnicas estabelecidas com a empresa contratada: “O sistema demanda instalações adequadas para guardar os equipamentos, recarregar as baterias e armazenar as imagens, além do treinamento para capacitar os nossos policiais a utilizarem corretamente o equipamento” – lembrou o Secretário.


Fontes: Governo do estado do Rio de Janeiro

 


Conteúdo Publicitário