• Fernanda Calé

Cedae adia manutenção no sistema Guandu


Na foto podemos ver as mãos e parte do braço de uma pessoa que lava as mãos em uma torneira.

Os trabalhos foram transferidos para o dia 25/11, veja os horários.

 

A Cedae, juntamente com concessionárias responsáveis pela distribuição de água no Rio e na Baixada Fluminense, Casa Civil, Agenersa ( Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro) e todos os integrantes do CCO (Centro de Controle Operacional do sistema de saneamento do Estado) decidiu adiar a manutenção anual do Sistema Guandu.


Os trabalhos estavam agendados para serem iniciados nesta quinta-feira (17/11), mas foram transferidos para o próximo dia 25/11, das 4h às 20h.

 


 

Segundo a Cedae, às 20h55 desta terça-feira (15/11), foi concluído o reparo de um vazamento em tubulação que leva água tratada da Estação de Tratamento de Água (ETA) do Guandu ao Reservatório Marapicu, que compõe o Sistema Guandu, em Nova Iguaçu.


Durante o serviço a produção de água foi reduzida, e só foi estabilizada por volta de 1h35 da madrugada desta quarta-feira (16/11). Localidades da Baixada e da Capital foram afetadas pelo reparo, por isso a Companhia e os demais órgãos decidiram adiar a manutenção.


Segundo os órgãos, não houve tempo necessário para que moradores das regiões afetadas estocassem água para o período em que o Sistema Guandu ficará fora de operação.


A manutenção preventiva faz parte da preparação da Cedae para o Verão 2022/2023. Composto pela Estação de Tratamento de Água (ETA) do Guandu e por dois subsistemas de água tratada, Marapicu e Lameirão, o sistema é responsável pelo abastecimento de mais de 9 milhões de pessoas no município do Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense.


A Iguá, empresa responsável pelo abastecimento na região de Jacarepaguá, que havia informado que iria realizar também uma manutenção nesta quinta-feira (17/11), informou que também adiará os trabalhos para o próximo dia 25/11.

Conteúdo Publicitário