• Fernanda Calé

Cedae dará início a manutenções do Projeto Verão

Força-tarefa vai preparar os serviços para estação mais quente do ano. Veja as datas da manutenção.

Na foto temos uma visão aérea da Estação de Tratamento de Águas do Guandu.
Foto: Divulgação / Governo do RJ

A Cedae anunciou que vai iniciar os trabalhos da força-tarefa que fará um check-up dos principais sistemas de abastecimento. Segundo a companhia, a ideia é garantir a segurança hídrica durante a estação mais quente do ano.


O verão é o período em que é registrado o maior consumo de água, e a Cedae está preparando a manutenção anual preventiva de seus dois principais sistemas de abastecimento: Estações de tratamento de Água (ETA) Laranjal e Guandu.


Continua depois da publicidade

 


 

As ações devem acontecer nos dias 10 e 17 de novembro, respectivamente. Os trabalhos acontecerão das 6h à meia-noite (Laranjal) e das 4h às 20h (Guandu). Cerca de 600 funcionários participarão dos trabalhos.


Segundo o diretor de Saneamento e Grande Operação da Cedae, Daniel Okumura, os sistemas ficarão paralisados para que sejam feitas intervenções necessárias:

"No período, além das ações já programadas, ainda buscamos possíveis reparos a serem feitos. A ação é fundamental para que os sistemas estejam prontos para o período de maior demanda".

Serão realizadas ações já programadas, instalação de equipamentos, reparos de vazamentos, ajustes eletromecânicos, revisão de peças e limpeza das redes e das instalações do processo de tratamento.


Ainda segundo a Cedae, a previsão é que sejam investidos R$ 800 milhões em obras que para do Guandu, que incluem reforma total das instalações, construção de um novo laboratório de qualidade e aquisição de equipamentos.


As intervenções também vão garantir a modernização dos filtros, maior eficiência no processo de limpeza dos decantadores, substituição de válvulas, reformulação do Centro de Controle Operacional (CCO) e do sistema de monitoramento.


Já o pacote de obras da ETA Laranjal conta com a modernização do sistema de monitoramento, controle e informação do processo de tratamento e a reforma de estruturas como decantadores, floculadores, filtros, reservatório de água tratada e sistema de lavagem e neutralização de cloro. Orçadas em mais de R$ 50 milhões, as melhorias vão garantir a segurança operacional da estação.


Fonte: https://www.rj.gov.br/

Conteúdo Publicitário