• Fernanda Calé

Unidades de saúde já estão organizadas para a segunda semana de vacinação contra COVID-19


Agência Lume acompanhou o trabalho dos profissionais de saúde da Clínica da Família Helena Besserman Vianna, e aproveitou para tirar dúvidas sobre a campanha.

 

Começou nesta quarta-feira (27), a segunda semana de imunização contra a COVID-19, e a Lume foi até a Clínica da Família Helena Besserman Vianna em Rio das Pedras, para conversar com os profissionais e tirar dúvidas sobre essa fase da campanha.


Durante o dia, alguns pacientes enquadrados nos grupos prioritários desta segunda fase foram vacinados na Clínica. Em toda a cidade do Rio de Janeiro, são 690 postos de vacinação.


Nossa equipe encontrou o "Time Helena" preparado para receber a população. Conversamos com a gerente da unidade, Cassiana Dias, com a responsável técnica de enfermagem, Marcelle Ribeiro e com Priscila Cordeiro Mafra, médica especializada em saúde da família.


Durante a entrevista nossa equipe tirou algumas dúvidas que vem pairando na cabeça da população, e entendemos melhor como será o processo de vacinação na clínica.


Quem deve ir se vacinar até o dia 3 de fevereiro?


Segundo a Secretaria Municipal de saúde, a campanha vai seguir com a vacinação dos grupos prioritários, nesta semana devem ser vacinados:


  • Trabalhadores envolvidos na realização de exames para covid-19 mediante apresentação de documento que comprove a atuação.

  • Profissionais de saúde a partir de 60 anos serão vacinados nas clínicas da família e centros municipais de saúde. (esses profissionais serão vacinados mediante a apresentação de documento que comprove a atuação ou pertencimento aos grupos).

  • Continua a vacinação nas unidades hospitalares e de urgência e emergência para os profissionais de saúde e trabalhadores de apoio que atuam no atendimento aos pacientes de COVID-19.

  • Nesta segunda semana, a ordem de prioridade nestas unidades deve atender ao requisito: maiores de 60 anos; funcionários com comorbidades; e encerrar totalmente o grupo de profissionais que atuam em CTI e enfermarias COVID-19.

  • Somente poderão ser vacinados funcionário que possam comprovar vínculo laborativo com a unidade de atuação.

Sou do grupo prioritário, o que devo levar?


Marcelle Ribeiro esclareceu que como nesta fase, quem vai à clínica são profissionais de saúde maiores de 60 anos, esse público deve levar documentos que comprovem a idade e a profissão:

"Se você é médico, se você é enfermeiro você tem uma carteirinha do seu conselho profissional para apresentar com todas as suas informações, para que a gente consiga incluir você nesse público deste momento."

Como chegar a Clínica da Família Helena Besserman Vianna?


A equipe da clínica organizou e separou a entrada das pessoas que irão se vacinar contra a COVID-19, da entrada de pessoas para outros serviços da clínica. Quem vai tomar a vacina deve utilizar a entrada localizada na Rua Velha. Cassiana Dias, gerente da unidade explicou o motivo da mudança:

"A gente abriu a parte de trás para não aglomerar, e dividiu o público. Pessoal não sintomático e as vacinações de rotina ficam na frente da unidade, enquanto o público da vacinação contra a COVID-19 deve entrar pela entrada de trás."

A vacina é segura?


Nossa equipe também conversou com Priscila Cordeiro Mafra, médica especializada em saúde da família, que além de médica, foi vacinada na primeira semana de imunização, ela contou para a gente como foi a sensação de tomar a vacina, e se houveram efeitos colaterais:

"Tomei a vacina semana passada, é um mito as pessoas imaginarem que pode acontecer algo. Foi muito tranquilo , eu não senti nada, mas a gente fica sempre atento, se precisar de alguma situação, a clínica da família vai estar orientando. Não dói, só uma picadinha normal de todas as vacinas de rotina, não tem nada de diferente na vacina contra a COVID."

Vale informar que o público em geral, que ainda não se enquadra nos grupos prioritários deve aguardar as informações dadas pela Secretaria Municipal de Saúde e esperar o seu momento, já que a campanha será ampla e irá avançando a cada semana.


Outra informação importante é que se você tem alguma dúvida, basta entrar em contato com o seu agente de saúde, que irá saber informar caso a caso o que precisa ser feito.


Veja a entrevista completa a baixo:


 

Conteúdo Publicitário