top of page
  • Mylena Pinheiro

Rio tem alta nos casos de Covid-19


A imagem mostra uma seringa e uma ampola com a dose da covid.
Fonte: Reprodução/Prefeitura do RJ

Cenário reforça a importância da população completar esquema vacinal e tomar as doses de reforço.

 

Devido a circulação da subvariante BQ1, o número de casos de Covid-19 voltou a subir no Rio de Janeiro. O que vem preocupando as Secretarias, pois boa parte dos cariocas ainda não completaram o esquema vacinal.

 
 

A recomendação mais importante é que todos os cariocas completem o esquema vacinal. Porém, ainda há muita abstenção, muitos cariocas estão resistentes na hora de tomar as doses da vacina, e muitas pessoas não estão retornando aos postos para tomar as doses de reforço.


Segundo o vacinômetro atualizado diariamente pelo Governo, o estado do RJ tem 14.543.476 pessoas que tomaram a primeira dose, 13.204.796 que tomaram a segunda, 402.150 que tomaram dose única, 7.928.505 que tomaram a primeira dose de reforço e 3.396.740 que tomaram a segunda dose de reforço. Pode-se observar que tem sido baixa a procura pelas doses de reforço.


A Secretaria Municipal de Saúde relatou à Agência Lume, que está sempre atenta e intensificando as ações desenvolvidas pelas coordenações de saúde, responsáveis pela gestão das unidades de Atenção Primária em toda a cidade.


A Secretaria disse também, que faz constantemente - por suas redes sociais e site e também pela imprensa - a convocação dos cariocas para se vacinar, reforçando sempre a importância da segunda dose de reforço (DR2) para evitar os casos graves da covid-19.


Esquema de vacinação

Crianças de 6 meses a 4 anos com comorbidades ou deficiência - já estão tomando a primeira dose da vacina. Por enquanto a vacinação para este grupo vai até hoje (25), o município informou que um novo calendário será divulgado assim que o Ministério da Saúde enviar novas doses para o estado.


Crianças de 3 a 4 anos - já estão na fase da segunda dose. Porém, a vacinação para esta faixa etária segue paralisada aguardando a chegada de novas doses.


Adolescentes de 12 a 17 anos - já estão na fase da primeira dose de reforço


Maiores de 18 anos - já estão na fase da segunda dose de reforço






Conteúdo Publicitário

bottom of page