top of page
  • Foto do escritorFernanda Calé

Prefeitura recria Cadastro Municipal de Economia Solidária


Na imagem podemos ver uma feira de artesanato no Rio de Janeiro com algumas barraquinhas com peças expostas.
Foto: Alexandre Macieira/Prefeitura do Rio

O objetivo é mapear e fomentar as atividades econômicas solidárias na cidade do Rio. Saiba mais:

 

O CADSOL, Cadastro Municipal de Economia Solidária, foi iniciado hoje (22) no circuito de feitas Rio Ecosol na Praça Saens Peña, visando a promoção do desenvolvimento local, a inclusão social e a geração de trabalho e renda.

 
 

Segundo o município, o CADSOL será uma importante ferramenta para o fortalecimento da economia solidária, que é baseada na cooperação, solidariedade e autogestão, enquanto a economia a economia tradicional busca a competição e o lucro individual.


O cadastro é desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico Solidário, e vai gerar um banco de dados com as atividades econômicas solidárias existentes na cidade, identificando suas características e potencialidades.


As organizações que se cadastrarem no CADSOL irão receber apoio técnico e jurídico para sua legalização. O cadastro também promoverá a divulgação das atividades por meio por meio de eventos e publicações, oferecerá capacitação e facilitará a articulação com outros setores da economia, como comércio, turismo e agricultura familiar.


O CADSOL também vai permitir que as organizações de economia solidária possam ser reconhecidas pelo poder público, ter acesso a políticas e programas de apoio e participar de redes de cooperação e comércio justo.


Ele permitirá que o poder público tenha um controle maior sobre as iniciativas de economia solidária no município, evitando a atuação de organizações ilegais ou que não estejam de acordo com os princípios da economia solidária.


Comentarios


Conteúdo Publicitário

bottom of page