• Fernanda Calé

Moradores da Rua Sobral sofrem com problema de alagamento crônico


Foto enviada por moradores.

Próxima à principal avenida da comunidade, quem vive no local diz que o problema nunca é resolvido definitivamente.

 

Moradores da Rua Sobral, que fica localizada próximo ao número 1006 da Avenida Engenheiro Souza Filho em Rio das Pedras, tem problemas constantes com a situação sanitária do local. Quem vive na região diz que diversas ações feitas para melhorar a situação não conseguiram trazer uma solução definitiva para o problema.

 

Continua depois da publicidade


 

Passar pela rua também é difícil, já que o esgoto a céu aberto impede que se faça o caminho. Para tentar amenizar o problema e evitar se expor a doenças contagiosas, moradores precisam colocar pedaços de madeira que servem como pequenas pontes na passagem. Outro transtorno é o mau cheiro que entra nas residências ao abrir a janela ou as portas.


Em março deste ano a Agência Lume já havia denunciado o problema. Na época uma equipe da Cedae foi a região e segundo moradores consegui drenar as águas e resolver o problema temporariamente. Agora quase seis meses após a matéria, o alagamento está de volta. Moradores afirmam que é preciso solução definitiva para o transtorno.


Nossa equipe entrou em contato com a Cedae e foi informada de que novamente as equipes estão trabalhando na região. A equipe do vereador Marcelo Diniz, que solicitou a vinda da Cedae, também está dando apoio no local.

Foto: Equipe vereador Marcelo Diniz.

Sobre as causas do alagamento a Cedae disse a Lume que após vistoria, técnicos da companhia constataram que um imóvel foi construído sobre o trecho da tubulação. E que para solucionar o vazamento, será preciso escavar local próximo para assentar outra tubulação, fazendo um "desvio" do imóvel.


A Cedae informou que o procedimento exigirá a fabricação de um conjunto de peças sob medida para fazer as interligações à rede já existente. Segundo a companhia, as peças já estão em produção e ficarão prontas em até duas semanas. Assim que estiverem disponíveis, serão implantadas em intervenção que pode ser executada em um dia.


A Agência Lume vai continuar acompanhando o caso.

 


Conteúdo Publicitário