• Fernanda Calé

Moradores da Freguesia sofrem com falta d'água


Moradores da Freguesia realizam manifestação. / Foto: AMAF

Nesta sexta-feira (18) houve um protesto para reivindicar a normalização dos serviços.

 


 

Moradores de diversas regiões da Freguesia realizaram ontem (18/03), um protesto para reivindicar a estabilização do abastecimento de água em diversas regiões do bairro. Quem vive no local diz que as áreas mais altas como o Morro da Tirol e ruas como a Timboaçu, Zoroastro Pamplona e Guanumbi, sofrem todos os verões com a falta d'água.

Moradores protestam na Rua Tirol./Imagens: João Magalhães.



A Agência Lume conversou com lideranças locais que disseram que estão há cerca de 2 meses com problemas de abastecimento, muitas casas estão sendo abastecidas por caminhões pipa oferecidos pelo empresa Iguá que é responsável pelo abastecimento na região.


Moradores da comunidade da Tirol, tem historicamente sofrido com o abastecimento, muitas casas não consegue sequer receber a água oferecida pelos caminhões pipa, já que o acesso é restrito e a mangueira não consegue chegar as caixas d'água. Além disso moradores dizem que a quantidade de água oferecida pelos caminhões não é suficiente para abastecer todas as casas:

"Aqui não sobre água. Nós já estamos 2 meses praticamente sem uma gota d'água, dependendo do carro pipa (...) na minha porta faz fila pro povo vir tomar banho, lavar roupa e carregar água" - Jorgete - liderança local do Morro da Tirol
 


 

Carro Pipa abastecendo casas no morro da Tirol. / Foto: João Magalhães.

Descendo o morro, segundo a Associação de Moradores e Amigos da Freguesia, cerca 7 ruas estão enfrentando problemas com o abastecimento, são elas: Rua Guanumbi; Rua Tirol; Rua Zoroastro Pamplona; Rua Quintanilha; Rua Timboaçu e Rua Mulher de Carvalho. Além dessas ruas, localidades próximas ao Hospital Federal Cardoso Fontes também enfrentam o mesmo problema.

"Desde de 2019, tem tido falta d'água no verão, principalmente por causa da especulação imobiliária, cresceram muitos prédios na Freguesia. Jacarepaguá inteira teve esse 'bum', e não teve nenhum planejamento de infraestrutura urbana para abastecer a água de todos esses moradores que vieram pra cá.
A última obra da Cedae na região foi em 2016, e não conseguiu dar retorno para os moradores." - João Magalhães - Presidente da Associação de Moradores da Freguesia.
Equipes da Iguá trabalhando na Freguesia. / Foto: João Magalhães.

Na noite de ontem, moradores informaram que muitos funcionários da Iguá trabalhavam em para tentar resolver os problemas, apesar do grande número de pessoas trabalhando, quem vive no local diz que não acredita que o problema será resolvido definitivamente.


Moradores informaram que na manhã de hoje o abastecimento ainda não tinha sido normalizado. A Agência Lume entrou em contato com a Iguá, empresa responsável pelo abastecimento no bairro da Freguesia, a companhia respondeu por meio de nota:


"A Iguá informa que as áreas mais elevadas e de baixa pressão, onde se localiza a rua Tirol e entorno, em Jacarepaguá, são historicamente mais afetadas em períodos prolongados de alto consumo. A concessionária já tem previsto nos seus planos de investimentos ações de médio e longo prazos que visam estabilizar a operação na região.

A concessionária de forma transparente vem informando as lideranças comunitárias sobre os desafios. Equipes da concessionária têm monitorado o local e concentrado esforços para avaliar alternativas que contribuam para minimizar os impactos dessa situação. De imediato, a empresa intensificou a disponibilidade de carros pipa no local.

A Iguá lamenta quaisquer transtornos causados, reitera seu compromisso com os seus clientes e permanece à disposição pela Central de Atendimento no número 0800 400 0509 (telefone e WhatsApp)."


Nós também perguntamos a empresa se já existe uma previsão para a normalização do abastecimento nas regiões citadas, a assessoria da Iguá disse que por enquanto o posicionamento é o da nota acima, pois as equipes estão mobilizadas trabalhando na região, e finalizou dizendo que enquanto o trabalho é executado, e não somente, haja vista o histórico de anos anteriores, o reforço está sendo feito por meio de caminhões pipa.

Equipes trabalhando na manhã desta sábado. / Foto: João Magalhães.

Veja abaixo a entrevista completa com líderes locais:


A Lume vai continuar acompanhando a situação dos moradores da Freguesia.

 

Conteúdo Publicitário