• Fernanda Calé

Campanha de multivacinação se inicia na próxima segunda-feira (08)


O objetivo é proteger crianças e adolescentes, serão aplicados 18 tipos de imunizantes.

 


 

A Secretaria Municipal de Saúde da cidade do Rio de Janeiro (SMS-Rio), irá promover, a partir da próxima segunda-feira (08/08), a campanha de vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação para Atualização da Caderneta da Criança e do Adolescentes.


Durante a campanha, será aplicada a vacina contra a Poliomielite para crianças de 1 a 4 anos, além de todos os demais imunizantes para complementar o esquema vacinal para o público de zero a 14 anos. As vacinas que serão disponibilizadas são:


BCG, Hepatite B, Pentavalente (DTP/Hib/ HB), Pólio inativada, Pólio oral, Rotavírus, Pneumocócica 10 valente (Conjugada), Meningocócica C (Conjugada), Febre amarela, Tríplice viral, Varicela, DTP, Hepatite A, Difteria e tétano, Meningocócica ACWY (Conjugada), HPV Quadrivalente, Influenza e Covid-19. Caso haja indicação, as vacinas necessárias para atualização poderão ser feitas simultaneamente com a vacina contra covid-19.


A campanha terá duração de cerca de 1 mês, se encerrando no dia 9 de setembro. No dia 20 de agosto, o terceiro sábado do mês, será realizado o dia D de mobilização para a vacinação.


Segundo o município, o objetivo da campanha é atualizar as cadernetas de vacinação das crianças e adolescentes, de acordo com o calendário básico de vacinação preconizado pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI).


Mais de um milhão de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos estejam elegíveis à atualização da caderneta, sendo que, deste total, cerca de 280 mil crianças deverão receber a dose contra a poliomielite.


Clínicas da Família e Centros Municipais de Saúde estarão abertas para a vacinação , os horários de funcionamento da campanha serão de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Pais e responsáveis que desejam levar seus filhos para atualizar o calendário vacinal, devem se possível levar a caderneta de vacinação da criança e do adolescente ou algum outro comprovante da situação vacinal, para que sejam avaliados pelas equipes de saúde e eventuais doses que não tenham sido feitas na época indicada possam ser aplicadas.


As unidades de saúde estão disponíveis para esclarecer informações, orientação e avaliação clínica, o município pede para que os responsáveis busquem unidades próximas a sua residência. Em casa de dúvidas, busque a unidade de referência mais próxima de sua residência no site da SMS no link a seguir: http://www.rio.rj.gov.br/web/sms/onde-ser-atendido


Fonte: https://prefeitura.rio/


Conteúdo Publicitário