• Rô Tavares

Último dia do ano promete calor intenso e chuva; veja a previsão do tempo para a virada


Segundo o Climatempo, o dia 31 de dezembro será um dos dias mais quentes dessa última semana do ano, a máxima pode chegar aos 37°C.

 

O ar quente e úmido que vai levar calor durante toda a manhã e início da tarde, do dia 31, deve aumentar a chance de que ocorram pancadas de chuva no fim da tarde e começo da noite. Porém, segundo o Climatempo, a chuva deve cair em pequenas áreas da cidade e deve ser de curta duração.


O primeiro dia de 2021 vai ser marcado por tempo instável, o ano deve começar com temperaturas mais baixas, devido a uma frente fria que chega ao estado do Rio de Janeiro, e o céu volta a ficar mais carregado com possibilidade de chuva a qualquer hora do dia.


As chuvas fortes que estão marcando o fim de 2020 no Rio causando transtorno em diversas regiões. Depois da forte chuva que atingiu a cidade na última sexta-feira (25), a região de Rio das Pedras teve um de seus principais acessos interditado, a Av. Engenheiro Souza Filho. Por conta do grande volume de chuva, carros e ônibus não puderam acessar a comunidade durante a noite, só no dia seguinte quando o volume de água baixou, liberando o acesso à pista.


Av. Engenheiro Souza Filho, na noite do dia 25 de dezembro. A comunidade sempre sofre com alagamentos quando chove forte na cidade.


Segundo o Clima Tempo, diferente da tarde e do início da noite, na hora da virada o tempo deve ficar firme, com algumas nuvens mas sem ameaça de chuva. A previsão traz mais tranquilidade para moradores de regiões críticas em dias de chuva.


Vale sempre lembrar que a Defesa Civil envia mensagens com avisos e informativos meteorológicos, hidrológicos e geológicos por mensagem de texto, Whatsapp e Telegram. Para ter acesso ao serviço basta fazer um cadastro. Veja como fazer aqui.


Veja também algumas medidas de segurança em caso de alagamentos e chuvas fortes, recomendadas pela prefeitura do Rio:


– Evite áreas sujeitas a alagamentos e/ou deslizamentos;

– Não force a passagem de veículos em áreas aparentemente alagadas;

– Em casos de ventos fortes e/ou chuvas com descargas elétricas, evite ficar próximo a árvores ou em áreas descampadas;

– Em pontos de alagamento, evite contato direto com postes ou equipamentos que possam estar energizados;

– Evite o contato com a água de alagamentos. A água pode estar contaminada e oferecer riscos à saúde;

– Verifique se há sinais de rachaduras em sua residência. Ao perceber trincas ou abalo na estrutura, acione a Defesa Civil pelo número 199 e evite ficar em casa;

– Moradores de áreas de risco precisam ficar atentos aos alertas sonoros. O acionamento das sirenes indica perigo de deslizamento. As pessoas devem se deslocar para os pontos de apoio estabelecidos pela Defesa Civil Municipal. Os locais são informados pelo número 199;

– Se necessário, use os telefones de emergência 193 (Corpo de Bombeiros) e 199 (Defesa Civil).

 


Conteúdo Publicitário