• Fernanda Calé

Moradores do Anil reclamam de destruição de mudas durante dragagem de rio

Atualizado: 19 de jan.


Foto: Sidney de Almeida Teixeira Junior.

Equipes da prefeitura iniciaram ontem (17/01) o trabalho de dragagem do rio Anil.

Atualizado em: 19/01/2022 - 9h

 


 

Moradores e integrantes do movimento Revive Jacarepaguá não concordam com a forma como as equipes da prefeitura estão fazendo a dragagem do rio Anil. Segundo eles, durante a limpeza do rio que fica localizado no bairro do Anil em Jacarepaguá, que teria começado ontem (17/01), as máquinas destruíram mudas plantadas por moradores nos últimos anos.


Em um post nas redes sociais, o movimento reconheceu a importância do trabalho de dragagem para a despoluição do rio, e disse também que desde 2019 vem tentando coordenar junto a prefeitura para que a limpeza fosse feita de maneira a não agredir o meio ambiente. E que a prefeitura teria dito estar ciente dos locais onde ocorre o plantio de árvores nativas.


Integrantes do Revive Jacarepaguá informaram que em reuniões da Câmara Técnica das Bacias Drenantes, que ocorreram em meados de 2019, e em uma reunião realizada em uma associação de moradores local, no dia 22/01/2020, assessores da prefeitura teriam sido alertados sobre o fato, e que inclusive muitas das mudas plantadas foram doadas pela própria prefeitura do Rio de Janeiro, aos moradores.


A Agência Lume entrou em contato com Subprefeitura de Jacarepaguá e com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, para saber se a prefeitura sabia sobre as mudas plantadas no local, mas até agora não teve resposta. Entretanto alguns integrantes do movimento Revive Jacarepaguá informaram que foram procurados hoje por representantes do município.


Segundo os moradores, representantes da Rio Águas e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente pediram desculpas pelo incidente e se dispuseram a conversar sempre. Veja imagens que mostram o trabalho de dragagem sendo realizado na manhã de hoje:


Atualização:


Em resposta a Agência Lume a Secretaria Municipal de Meio Ambiente informou respondeu por meio de nota:


"A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e a Fundação Rio-Águas informam que as margens dos rios são, geralmente, usadas como espaço de acesso para equipamentos de manutenção e limpeza dos canais. Os serviços são executados conforme as normas ambientais em vigor.


Sobre o plantio de mudas nas margens, a Rio-Águas está em contato com o movimento Revive Jacarepaguá para que os pontos de plantio de mudas não interfiram no acesso das máquinas para serviços essenciais de prevenção de alagamentos, em benefício da região do Anil e adjacências."


 





Conteúdo Publicitário