• Fernanda Calé

Lume Checking: Demolição de construções ilegais em Rio das Pedras hoje (03/01)? Não é bem assim!


Agentes fazem demolição na Muzema. / Foto: Subprefeitura de Jacarepaguá.

Ação aconteceu na comunidade da Muzema, e não em Rio das Pedras como foi noticiado em diversos veículos de imprensa.

 


 

A Prefeitura do Rio de Janeiro fez sua primeira ação do ano contra construções irregulares nesta segunda-feira (03/01), a Ação Integrada da Prefeitura e do Ministério Público resultou na demolição de nove construções irregulares na Muzema, e não em Rio das Pedras, como vem sendo divulgado.


Atualmente está sendo muito comum ver grandes veículos de imprensa confundindo as localidades de Rio das Pedras e Muzema. As duas comunidades estão geograficamente próximas, mas tratam-se de lugares diferentes. Essa confusão tem gerado informações desencontradas até mesmo para moradores das localidades que ficam sem entender o que está se passando.


Por isso é importante que se tenha cuidado para que o local certo seja divulgado, principalmente por grandes veículos de imprensa que circulam e são vistos por muitas pessoas.


Sobre a operação:

Segundo a Subprefeitura de Jacarepaguá, a subprefeita de Jacarepaguá, Talita Galhardo, acompanhou na manhã desta segunda-feira, dia 3 de janeiro, mais uma operação de demolição de construções irregulares na Muzema, a primeira do ano na cidade do Rio.


A ação é resultado da parceria da Prefeitura, através da Secretaria de Ordem Pública e o Ministério Público do Rio de Janeiro, através do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado, o Gaeco.


Foram desmontadas e destruídas nove construções irregulares na Estrada do Itanhangá, próximo ao número 2222, local conhecido como esquina do Siri, na Muzema.


Entre as construções irregulares que ocupavam a área pública estavam três lava-a-jatos, uma oficina, uma igreja evangélica, três quiosques, um restaurante, um estacionamento, duas estruturas em fase de fundação e 30 metros de muro que cercavam a área, que é não edificável, uma vez que passa uma rede de transmissão de energia, além de estar às margens da Lagoa de Jacarepaguá.


Também foram rebocados oito carros e uma moto que estavam estacionados no local. A Light desligou 25 cabos de energia que não tinham registro na empresa, e a Cedae desfez seis ligações clandestinas de água.

 






Conteúdo Publicitário